A importância de testar, testar e testar de novo! – Controller Informática
Reforma trabalhista, o que muda para sua empresa?
5 de julho de 2017
Conheça o app para quem corre: Kmais Clube
2 de agosto de 2017

A importância de testar, testar e testar de novo!

Antes de colocarmos um produto para o consumo dos usuários finais, ou seja, o público para quem ele foi efetivamente criado, deve-se testá-lo com usuários que representam esse público. É necessário observar e prestar atenção na maneira como cada um vai se comportar perante o seu produto e realizar as funções necessárias e ir tomando nota a cada dificuldade que for aparecendo.

Aqui na Controller, trabalhamos com desenvolvimento de softwares, sistemas, aplicativos, ou seja, áreas que abrangem informática, que além de envolverem a experiência do usuário em si, infelizmente não estão isentas dos tão temidos bugs.

Nos últimos meses, estivemos envolvidos com o desenvolvimento de um aplicativo e antes de colocá-lo de vez no mercado, estamos fazendo inúmeros testes, buscando melhorar o fluxo de navegação, encontrar bugs a tempo de resolvê-los (antes que os usuários finais os encontrem) e também deixar a parte de back-end perfeita para o uso – ou seja – a parte que o administrador do aplicativo vai usar. Por exemplo, o sistema está recebendo os cadastros que estão sendo feitos? Se existe alguma forma de transação bancária envolvida, as cobranças estão chegando corretamente para o administrador?

Atualmente, os smartphones disponíveis no mercado possuem vários tamanhos de tela diferenciados e, uma vez desenvolvido, o aplicativo precisa ser testado no maior número possível de aparelhos para podermos comparar o seu funcionamento.
Muitos brasileiros ainda utilizam aparelhos mais antigos, com internet lenta e todos esses fatores podem atrapalhar o funcionamento de um app e devem ser levados em consideração.

Um layout super bem desenhado pode “quebrar” e ficar totalmente desalinhado numa tela de um celular menor e daí todo o desenho precisa ser repensado. Tamanho das fontes, cores, contrastes, nomenclatura de botões, tudo precisa estar fácil de encontrar e entender, pois a informação na tela precisa ser mínima e a mais clara possível.

Antes mesmo de começar a desenhar e programar o aplicativo no computador, desenhe a arquitetura de informação no papel, trabalhe o fluxo de telas com post its, por exemplo. Rascunhe. Pense e repense essa arquitetura, e se preciso for, durante essa parte “crua” do projeto, já comece o teste com os futuros usuários por aí mesmo.

Teste, teste, teste, repita o teste e teste mais uma vez. Anote todos os bugs, faça uma planilha, uma vez que a parte da programação esteja OK, teste com as pessoas previamente selecionadas (aquelas que falamos lá em cima, os usuários “público-alvo”), peça para que eles façam atividades no seu aplicativo, veja como se comportam. Tome nota das principais dificuldades.

Depois de lançado, ainda sim, ninguém está imune às reclamações. Sim, elas virão, mas que sirvam de alimento para que melhorias sejam implementadas. “O usuário não é burro” é uma frase que aparece bastante no contexto dos desenvolveros front-end e designers UI e UX, afinal de contas quem desenhou e programou o aplicativo esteve em contato com ele por meses, mas… e o usuário que está abrindo-o pela primeira vez vai conseguir encontrar tudo o que precisa?

A importância de entregar um produto devidamente testado é a vantagem de entregá-lo com a maior quantidade possível de acertos, em tempos de redes sociais que correm na velocidade da luz, basta uma dificuldade para que o seu usuário desista do seu app, corra para a concorrência e ainda espalhe aos quatro cantos o quanto o seu produto é ruim.

Na Controller nos preocupamos com a experiência do usuário, por isso tomamos o maior cuidado para que nossos softwares e sistemas sejam confortáveis de usar, com uma equipe de implantação e suporte sempre pronta para atender qualquer dúvidas fora do horário comercial.
Conheça mais, fale com a gente!

 

Veja aqui alguns testes de usabilidade que você pode implementar no seu produto.

• Em que momento devemos expor o design para testá-lo? Veja aqui esse artigo.

• Testes em softwares: conheça os principais. Clique aqui.

• Mais tipos de testes em softwares. Clique aqui.

 

Ana Elisa
Ana Elisa
Designer de interface & Marketing Digital na Controller Informática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 15 =